Plantão 24H: (65) 9 9912-4290 / 9 9968-4297

Atendimento: Segunda à Sexta-feira, das 7hs à 13hs

Serviços OnLine



Qualidade da Água

Veja Mais

Últimas Notícias

Fique por dentro das notícias do Serviço Autonômo de Água e Esgoto Mirassol D'Oeste


  • 201965_CONSUMO DE AGUA Entendendo a Fatura de Agua e Esgoto
  • 201964_imagem agua Período de seca fique de olho no consumo!

O SAEMI



O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Mirassol D'Oeste-MT (SAEMI) foi criado no dia 07 de dezembro de 2005, por força da Lei Complementar nº 045, sendo uma entidade de direito público, de natureza autárquica, com personalidade jurídica própria, dispondo de autonomia administrativa, econômica e financeira.

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Mirassol D'Oeste-MT (SAEMI) é uma Autarquia Municipal que fornece água tratada para (aproximadamente) (95,9 %) da população; e coleta 34,7% do esgoto produzido na cidade e tratando aproximadamente 25% desse esgoto coletado no Sistema de Lagoas de Estabilização, composta por 03 (três) lagoas, sendo: 01 (uma) Lagoa Anaeróbia, 01 (uma) Lagoa Facultativa, e 01 (uma) Lagoa de Maturação.

Para abastecer toda a cidade, a SAEMI possui três pontos de captação, a Captação Carnaíba, a Captação Sigla e a Captação Rancho Alegre.

Sempre preocupada em oferecer água tratada com qualidade à população, o SAEMI tem como foco a qualidade do processo de tratamento de água, observando uma metodologia de gestão comprometida com o aperfeiçoamento contínuo e com os índices de satisfação do cliente.

Atuante como órgão responsável pelo sistema de abastecimento de água de toda a cidade de Mirassol D'Oeste-MT, o SAEMI segue rigorosamente a Portaria nº 2914/2011, do Ministério da Saúde, que estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Este controle é feito por meio de análises da água em todas as fases do processo na Estação de Tratamento de Água (ETA), bem como nos pontos de captação, reservatórios e redes de distribuição. Isto significa que a água e seus parâmetros de qualidade, são constantemente monitorados, desde antes de ser bombeada para a ETA, ou seja, nos três pontos de captação (Carnaíba, Sigla e Rancho Alegre), até os pontos de consumo (cavaletes) dos imóveis). O monitoramento nas redes de distribuição e pontos de consumo é realizado por meio da análise da água coletada em diversos pontos espalhados pela cidade.

E não é só cuidando da captação, tratamento, manutenção e distribuição de água com qualidade para toda a cidade, coleta e tratamento de esgoto, que se resume o SAEMI. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Mirassol D'Oeste-MT (SAEMI) desenvolve diversos trabalhos a fim de relacionar-se com a comunidade e o Meio Ambiente. Há vários anos recebe visitantes de instituições de ensino, que além de conhecerem os processos desenvolvidos na Autarquia também contribuem para o aprimoramento e crescimento do SAEMI.

O SAEMI possui prédio próprio e está estabelecido em um amplo escritório localizado na Rua Ricardo Druzian Gallo, nº 161, Bairro Mirassol II, Mirassol D´Oeste-MT. Seu quadro de pessoal atualmente é composto por 30 (trinta) servidores, sendo 28 (vinte e oito) providos de forma efetiva e 02 (dois) comissionados. Em sua estrutura organizacional o SAEMI conta com um Diretor Geral, competindo a ele, dentre outras atribuições, dirigir, orientar, controlar e fiscalizar a atuação da autarquia.

O SAEMI acompanha o desenvolvimento e crescimento de Mirassol D'Oeste-MT, realizando importantes obras, aprimorando o relacionamento com os clientes, buscando disseminar junto à comunidade a importância de se preservar o meio ambiente para a presente e futuras gerações, combatendo o desperdício de água, preocupação constante da Autarquia.

O Município

Visualize a nossa galeria de fotos


Foto 1

Legenda

Foto 2

Legenda

Foto 3

Legenda

Foto 4

Legenda

Foto 5

Legenda

Foto 6

Legenda

Foto 7

Legenda

Dicas

A água desperdiçada não pode ser aproveitada nem por você, nem pelos outros e nem pela Saemi.
Então quando alguém desperdiça todos perdem, inclusive a natureza!






Banho e Escovação

Entre quem deixa o chuveiro aberto todo o banho e quem fecha para se ensaboar, a diferença de gasto é de 132 litros aproximados. O mesmo princípio vale para a hora de escovar os dentes. Fechar a pia durante a escovação faz bastante diferença. A torneira aberta gasta de 12 a 20 litros de água por minuto.







Carro, calçada e jardim

30 minutos com a mangueira aberta são 560 litros de água pelo ralo. Com balde e vassoura eles ficam tão limpos quanto. O regador também substitui bem a mangueira na irrigação das plantas. Com água da chuva ou do aquário da sala, ainda melhor. Aliás, o nitrogênio e o fósforo dos peixinhos fazem muito bem às plantas.







Lavandeiria

Acúmulo de roupas evita desperdício de água. Aqui a mesma ideia do chuveiro funciona: A pia não precisa estar aberta enquanto a gente ensaboa ou esfrega as roupas. Deixe as peças de molho para sujeito mais pesada sair - com essa água ainda se lava o quintal. A máquina de lavar também pode ser ligada apenas quando estiver cheia.







Louça suja

Antes de lavar pratos e panelas, remova bem os restos de comida e jogue-os no lixo. Ao lavar louças não deixe a torneira aberta o tempo todo (assim você disperdiça até 105 litros). Primeiro passe a esponja, ensaboa e depois enxágue tudo de uma só vez. Deixe de molho as louças com sujeira mais pesada.







Descarga

Existem gastos iniciais que funcionam como economia a longe prazo. A válvula de descarga do vaso sanitário sempre regulada evita desperdício. Se a casa tem válvula hydra, então, o melhor é trocá-la pela caixa acoplada. A diferença de consumo chega a 27 litros por descarga, dependendo do novo modelo escolhido.







Atenção

Todo e qualquer tipo de vaamento precisa de conserto o quanto antes. Uma simples torneira mal fechada desperdiça em torno de 46 litros de água por dia. Se o vazamento é um filete de água equivale a um milimetro, então o desperdício é de 2,068 litros de água em 24 horas.

Educação Ambiental






“A educação ambiental é a ação educativa permanente pela qual a comunidade educativa tem a tomada de consciência de sua realidade global, do tipo de relações que os homens estabelecem entre si e com a natureza, dos problemas derivados de ditas relações e suas causas profundas. Ela desenvolve, mediante uma prática que vincula o educando com a comunidade, valores e atitudes que promovem um comportamento dirigido a transformação superadora dessa realidade, tanto em seus aspectos naturais como sociais, desenvolvendo no educando as habilidades e atitudes necessárias para dita transformação.”

Acesse também: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9795.htm

Fale Conosco

Deixe aqui suas dúvidas, críticas e sugestões.


Sua mensagem foi enviada. Obrigado!